ptenfrdeites

Google translate

A Alegoria da Caverna de Platão e a Iniciação Maçónica

ver mais

"Não sou eu quem descrevo. Eu sou a tela.

E oculta mão colora alguém em mim.

Pus a alma no nexo de perdê-la

E o meu princípio floresceu em Fim." 

Fernando Pessoa 

 

A presente prancha apresenta a minha reflexão sobre A ALEGORIA DA CAVERNA DE PLATÃO E A INICIAÇÃO MAÇÓNICA. São as observações de um Aprendiz, que mudo e atento, decifra pouco a pouco, devagar, cautelosamente, passo a passo, os mistérios do nosso pensamento filosófico, humanista e filantrópico. 

É no livro VII de A República que o filósofo grego Platão que viveu entre (427 a.C.-347 a.C.) narra o mito da caverna. Consiste esta narrativa na exemplificação de como podemos decifrar a escuridão da condição humana através da luz da verdade. Os...

O Rito e o Ritual - Uma abordagem antropológica, histórica e maçónica

ver mais

“Simbolismo é a linguagem dos Mistérios. Foi pelos símbolos que os homens procuraram comunicar pensamentos que transcendem as limitações da linguagem”  

Manly Palmer Hall

A busca pelo significado do que rito e ritual representam à nossa experiência maçónica, trouxe consigo a necessidade de entender as suas origens e de como aqui chegámos. O que significam duas palavras que marcam mudanças tão significativas na nossa busca espiritual? Será que é através da nossa entrega ao conhecimento...

A Beleza da Morte

ver mais

O título parece paradoxal numa primeira leitura, porém tentarei neste breve texto partilhar o profundo significado da morte com o leitor. Este texto não pretende ser um artigo científico, ou um ensaio literário, mas apenas uma reflexão que desejo partilhar. Caminhemos em conjunto nesta viagem.

 

Começo com uma experiência da minha adolescência. Há mais de duas décadas, assisti ao funeral de um colega de escola, foi a primeira vez que toquei num morto. Um morto é isso mesmo: algo que já...