R∴L∴MAAT, Nº 017, Or∴ Oeiras

IMG_2518.pngA 23 de Março de 2022 (e.’.v.’.) num ambiente de alegria e enorme fraternidade, procedeu-se ao levantamento de colunas da Resp.’.Loj.’.Maat, a Or.’.de Oeiras, com a Carta Patente emitida pela Grande Loja Simbólica da Lusitânia, a trabalhar o Rito Antigo e Primitivo de Memphis-Misraïm.

A sua fundação tem por base a visão de vários Mestres Maçons da Grande Loja Simbólica da Lusitânia que, sob a égide da deusa egípcia Maat, procuram manifestar os princípios da Ordem Universal como resposta à visível carência de valores que subordina a Humanidade. 

A deusa Maat era representada como uma jovem mulher, com ou sem asas, ostentando na cabeça uma pena de avestruz e, geralmente, apresentava nas mãos os símbolos uase e uadj ou o signo ankh. Referência suprema da verdade e da justiça, era uma das presenças obrigatórias no julgamento de Osíris. Personificava o conceito de maet, sinónimo de ordem,  justiça e verdade. Na filosofia do Antigo Egipto, a luta entre a ordem e o caos acontecia diariamente desde a criação cósmica do universo, manifestando-se um harmonioso equilíbrio simbolizado pela deusa Maat. Este conceito essencial da ordem natural de todas as coisas, ou a sua justa medida, revela-se como o que agora conhecemos por ética: honra, lealdade, rectidão, justiça, equidade, harmonia, clareza. De acordo com os antigos egípcios, era transversal a todos os fenómenos, abrangente ao mundo dos homens, à natureza e mesmo ao divino. 

Os Obreiros da Resp.’.Loj.’. Maat, sob este nome simbólico, pretendem assim zelar pela verdade,  pela justiça e pela perpetuação da Ordem, abrindo as suas portas a todos os homens e mulheres que partilhem um forte sentimento filantrópico regido por estes princípios universais e que simultaneamente busquem o seu aperfeiçoamento moral, intelectual e espiritual.

 maat.jpeg

Para questões ou contactos: lojamaat.glsl@memphismisraim.pt 

GARANTIMOS TOTAL SIGILO E CONFIDENCIALIDADE.