R∴L∴ 31 DE JANEIRO, Nº18, OR∴ CASTRO DAIRE

IMG-20220529-WA0002.jpgHá 131 anos, na cidade do Porto, na madrugada do dia 31 de Janeiro de 1891, um grupo de militares pouco graduados e de alguns civis revoltosos contra a monarquia, levaram a cabo um movimento revolucionário com a intenção de instalar a república em Portugal. Numa época em que ainda se faziam revoluções e contra-revoluções aos tiros, estaria fadada ao insucesso. Ficaria, no entanto, para a história como a semente de um novo regime que se viria a estabelecer a 5 de Outubro de 1910.
 
Há cem anos, em 1922, na vila de Castro Daire, Distrito de Viseu, por terras ainda embrenhadas num feudalismo bacoco, uma nesga de luz fez-se brilhar e pelo jugo de acérrimos defensores do republicanismo, numa homenagem à revolução passada e aos que por ela tombaram, levantou colunas no Grande Oriente Lusitano Unido a R∴L∴ 31 de Janeiro a praticar o Rito Escocês Antigo e Aceite.
 
Hoje, somos nós, que em Castro Daire, Distrito de Viseu, pelo centenário destes irmãos de há 100 anos e ressuscitando as suas vontades, levantamos colunas da nossa R∴L∴ 31 de Janeiro da Grande Loja Simbólica da Lusitânia-Maçonaria Mista  Portuguesa. 
 
Estamos a trabalhar num espaço e num tempo onde o passado ainda se faz presente, mas que em cada aldeia, em cada rosto e em cada olhar se lê uma história de vida onde o gosto pelo desenvolvimento é herdado e transmitido a cada geração. É notória a filantropia deste povo. Em momentos extraordinários o seu profundo amor ao próximo define-os. E é precisamente aqui, que nós, enquanto obediência mista, composta por homens e mulheres, vamos abrir a porta a todos aqueles e aquelas que estão à frente do seu tempo.
 
Num tempo que urge elevarmo-nos para que possamos actuar no progresso do mundo profano, temos como missão dar continuidade aos ideais humanistas daqueles de há 100 anos, e também que todos estes irmãos actualmente professam. A nossa visão, focada, é trabalhar para o crescimento desta R∴L∴ e dinamização da nossa Augusta Ordem.